BLW e Alimentação Complementar

Falta de apetite durante a introdução de alimentos: isso é um desafio para você?

Você acha que seu bebê tem falta de apetite? Você se esforça preparando as refeições e sente que ele não demonstra muita empolgação na hora do comida. Pelo contrário! Tem pouca paciência para ficar sentado e larga praticamente tudo no prato!

Saiba que isso que chamamos de falta de apetite é mais comum do que você pensa! É uma das principais demandas que chegam aqui no consultório. Por sorte, na maioria dos casos, algumas mudanças na forma da família agir já ajudam bastante em algo que nem chega a ser um problema.

Na verdade, é mais um conflito entre como esperamos que o bebê seja e como esse bebê é de fato.

Antes de se alarmar, pense!

👉🏽 Até em torno dos 12 meses, o bebê tem no leite materno sua principal fonte de nutrientes! Por isso que, mesmo com essa “falta de apetite”, ele ainda cresce e ganha peso. Essa fase da vida é quando ele está descobrindo os alimentos. Mesmo que ele não devore a comida, o fato de estar compartilhando o momento da refeição é uma grande conquista!

👉🏽 A capacidade do estômago do bebê é de 150 a 200 mL se ele preenchê-lo totalmente. Normalmente, os pratos infantis cabem mais do que isso e, naturalmente, colocamos comida nele todo. Isso já vai dar uma falsa impressão de que o bebê sempre vai comer pouco, pois vai sobrar comida. Então, não falta apetite, sobra comida!

👉🏽 Bebês são diferentes entre si. Não faça comparações! Não é porque o filho da sua amiga limpa o prato e ainda devora uma fruta, que o seu precisa fazer isso para ser saudável. Respeite as características do seu filho e evite rotulá-lo. Isso sim pode acabar fazendo com que ele vire uma criança sem apetitte, já que todos falam que ele come mal.

👉🏽 Para comer, a gente precisa estar bem disposto. Nessa idade, dentes, viroses, saltos de desenvolvimento e entrada na escola interferem no apetite. Nós também temos falta de apetite quando estamos doentes ou nervosos!

👉🏽Lembre-se de que os dois primeiros anos de vida são os mais intensos do ser humano. Não é exagero quando falamos que temos um bebê novo a cada mês. Eles vão se transformando e isso interfere na alimentação.

👉🏽 Olhe para as suas expectativas e para o seu comportamento no momento das refeições. Ninguém gosta de comer pressionado! Se a família toda fica em volta do bebê, falando a cada minuto para ele abrir a boca ou para pegar o pedaço de carne, isso vai criando uma situação tensa. Aí, a grande tendência é o bebê querer escapar de algo tão chato.

👉🏽 Não corra atrás do seu filho com a comida. Ele é capaz de perceber sua fome, tanto quanto é capaz de perceber sua saciedade. Se ele não comeu, deixe-o sentir o que acontece com o seu corpo. Também experimente dar a ele a oportunidade de pedir comida. Em geral, oferecemos tantas vezes que eles nunca precisam se expressar.

 

Falar sobre falta de apetite parece fácil no texto, mas ainda é desafiador na vida real?

Venha fazer um dos nossos Cursos sobre BLW ou agende uma consulta!

 

Leave a Comment